11 novembro 2014

Dica da Nutri: Alimentação para gestantes

Gente, desculpa mas minha vida está uma correria e semana passada nem postei;/ já que estou em débito vou postar a dica da nutri da semana passada.

Hoje o post é especial para as mamães, nossa nutri Adriana Resende fez um texto direcionado para elas. Fase importantissíma para manter uma alimentação saudável. Eu adorei o contéudo, confere ai?!

 
 
 
ALIMENTAÇÃO PARA GESTANTES
"Olá pessoal! Vamos conversar hoje sobre alimentação para gestantes.
Muitas mulheres quando engravidam acreditam que precisam comer por dois. Isso não é verdadeiro, precisamos sim ter cuidados especiais com alguns nutrientes, mas o mais importante é a qualidade da alimentação e não a quantidade.
Primeiro, vale a pena relembrar que gestação não é doença, é um período de maior atenção devido às transformações e atenções especiais que deverão ser dadas. Não vale achar que por estar grávida, podemos comer de tudo, isso fará com que seu peso aumente muito e poderá dificultar a gestação e a perda de peso pós-parto.
O nosso organismo, quando necessitado de algum nutriente, automaticamente “pede”. Vontades de comer doces, por exemplo, pode significar deficiência de carboidrato na dieta. Mas cuidado para não confundir a necessidade orgânica com “desejo”. Algumas grávidas aproveitam essa fase e essa desculpa para comer tudo o que tem vontade.
 O segredo de uma dieta para gestante é o equilíbrio e a atenção a alguns nutrientes que o bebê necessitará para sua formação. Normalmente só é necessário aumentar cerca de 200 calorias após o segundo trimestre de gestação.
Um profissional nutricionista poderá orientar da melhor forma e com segurança seu plano alimentar, mas segue abaixo algumas dicas:
- Alimentar-se a cada três horas.
- Variar a alimentação, principalmente nas verduras, legumes e frutas.
- Consumir produtos integrais, além de saudáveis, ajuda o funcionamento normal do intestino.
- Beber bastante água.
- Antes de engravidar, sinalizar ao seu ginecologista essa pretensão, pois é extremamente importante a suplementação com ácido fólico, para evitar a Mielomeningocele, que é uma má formação que pode ser evitada com essa suplementação.
- Na gestação os minerais ferro e cálcio serão muito importantes para o bebê, e se consumidos em quantidades inadequadas, a mãe poderá ter deficiências.
- Fontes de ferro animal tem maior biodisponibilidade no organismo: carnes, fígado, ovos, vísceras. Os de origem vegetal também são importantes: feijão, vegetais verdes escuros. Para melhorar a absorção, consumir junto com frutas ricas em vitamina C: acerola, caju, laranja, etc. E evitar os alimentos ricos em cálcio (leites e derivados), que diminuem a absorção.
- Cuidado com o excesso de açúcares simples, esse controle é fundamental para evitar a diabetes gestacional.
- Evitar alimentos ricos em sódio. Eles podem aumentar sua pressão arterial e reter mais líquidos.
Importante lembrar que o acompanhamento pelo seu médico ginecologista/obstetra é fundamental durante toda a gestação. E um nutricionista poderá te auxiliar no período da gestação e após para retorno a seu peso habitual.
Fiquem com Deus. Adriana Resende."

Nenhum comentário:

Postar um comentário