23 julho 2015

Camarão à grega

Chegando o fim de semana e nada melhor que um prato especial....
Eu até achava que já tinha postado essa receita mas procurei aqui e não achei, fiz no fim de semana passado, postei no insta e bombou!

É daqueles pratos que você faz e o povo baba sabe?;) Da um trabalhinho porque são 3 etapas mas vale a pena. Vou explicar bem explicadinho para todo mundo conseguir fazer.

Vamos precisar de:
- Camarões (claro heheh) eu usei uns grandões mas pode usar o que você tiver, o cálculo por pessoa é de 8 unidades por pessoa, sendo médios.
- Sal, pimenta do reino e limão para temperar o camarão
- Farinha de rosca ou panko para empanar
- Ovos batidos com garfo, temperados com sal, pimenta do reino e orégano
- Óleo para fritar
- Arroz a grega (nesse link tem a receita direitinho Festival de arroz ) pra quem tem dúvida faz o arroz normal do dia a dia e depois mistura cenoura picadinha, vagem e uva passa pré cozido como na foto aí embaixo
- Molho de tomate (pode usar o de caixinha ou fazer sua receita de costume, eu usei o que vendo do Ai que déli claro rsrsrs)
- Queijo muçarela



Primeiro prepare o arroz como indica no link acima e forre o pirex que vá ao forno e reserve.
Tempere o camarão com sal, pimenta do reino e umas gotinhas de limão, mistura tudo. Passa no ovo e depois na farinha. Aquece beeeem o óleo e frita aos poucos. Coloca para descansar no papel toalha e tirar o excesso de óleo.
Com arroz pronto, camarão empanado, molho e muçarela na mão agora é só montar o prato para levar ao forno.


Dica extra pra vocês, eu sempre tempero a farinha de empanar com um poco de sal, pimenta do reino, orégano e queijo parmesão



Em um pirex que vá ao forno, coloque uma camada de arroz no fundo, por cima o molho de tomate, encima do arroz com molho, os camarões e cobre com muçarela. Agora é só levar ao forno para gratinar.

Tem gente que coloca o molho por cima dos camarões, mas eu acho que a casquinha do empanado umedece e perde o crocante.

Como eu tenho maçarico, finalizei com ele pra ficar torradinho assim;)


Não precisa de mais nada, já é um prato completo e delicioso.
Para quem não segue ainda o insta, segue lá e fica por dentro de tudo

Beijos e até breve;)




21 julho 2015

Pudim de leite condensado (sem lactose)

Oiiiii,

Esse fim de semana eu fiz uma receita de pudim sem lactose e ficou uma deeeeeeeeliiii, gente é serio?! Se não falar que é sem lactose todo mundo vai achar que é um pudim normal daqueles que você quer comer inteiro de uma vez hehehhe

A receita é básica de pudim (inclusive, tem receita de pudim normal aqui no blog, só procurar na busca, com todas as dicas), só que usei os produtos sem lactose da piracanjuba. Não é propaganda não viu? Pode ser de outra marca também.

Vamos lá,

3 ovos inteiros, 1 lata de leite condensado sem lactose, 1 caixinha de  creme de leite sem lactose e usei a caixinha de creme de leite para medir o leite. Foi meia de leite sem lactose.  
Bati tudo no liquidificador, bate bem pra não ficar com cheiro nem gosto de ovo.



Para a calda eu usei açúcar demerada, usei 3 xícaras porque eu fiz dois pudins pequenos, um pra mim e uma pra minha sogra e gosto com bastante calda, mas para uma forma normal acho que 2 é o suficiente. 
Não uso água na calda, apenas coloco numa panela o açúcar e espero derreter ate virar um calda lisa sem caroçinhos de açúcar e depois despejo na forma de pudim, melecando toda ela para o pudim não grudar.
CUIDADO QUE ESSA CALDA É HIPER  MEGA QUENTE E MUITO ARRISCADO DE SE QUEIMAR  por isso faço numa panela e depois transfere para forma, tem muita gente que já faz na forma mas como não tem cabo acho muito arriscado.




Acho que o segredo do pudim é cozinhar em banho maria, então eu despejo o liquido do liquidificador nessa forma untada com a calda e levo ao forno dentro de uma outra forma com água como está na foto. Desculpa pelas fotos bem caseiras mas nem saia que ia ficar bom aí não tirei foto bonitinha rsrsrsrs.

O tempo... mais ou menos 30 minutos ou até que ele esteja douradinho por cima e o palito saia limpo como um bolo.

Espera esfriar e desenforma, passa uma faquinha nas bordas pra facilitar se estiver com medo de desenformar rsrsrs 
Se ficar muita calda grudada no fundo, coloca um pouquinho no fogo com água para amolecer e joga por cima. Mantém na geladeira por no mínimo duas horas antes servir. O pudim tem que ser servido beeeeem geladinho.



Espero que tenham gostado e se fizerem postem no instagram com @aiquedeli pra eu ver 

Beijos e boa semana pra todos. 


15 julho 2015

Carne Assada na panela de pressão

Oi meus amores,
 
Amanhã é feriado em Recife e pensei em postar uma receita que servisse para almoço do feriado, uma mega déli e bem prático de fazer e o melhor não suja nada hehehehe

Pra quem ainda não conhece o instagram segue lá que atualizo diariamente o dia todo hehehe mas deixa de enrolação e vamos a receita.


Vamos precisar de uma peça de contra filé pode ser lagarto também, essa da foto tinha pouco mais de um kg. 2 cebolas grandes, uma ralada e uma em rodelas, 1 caldo de carne procure sempre o sem gordura ou pouco sal, 4 dentes de alho, azeite, sal e pimenta do reino a gosto, 2 copos de água, 4 colheres de shoyo. Quem gosta, pode aumentar a quantidade de cebola em rodelas.
 
Primeiro limpe a peça de carne (tirar todas as pelinhas e gordurinhas brancas). Faça furos com faca em toda a peça para que penetre melhor o tempero (pode até deixar temperada de um dia para o outro se tiverem tempo.
Faça uma mistura de azeite, alho triturado, cebola ralada, sal e pimenta do reino e passe por toda a carne e deixe descansar na geladeira. Essa foi temperada a noite e guardada na geladeira, antes de dormir vira a peça e de manhã viramos novamente, assim pega gosto em toda carne. Foi assada na hora do almoço.

Na panela de pressão, coloque um pouco de azeite e sele a carne de todos os lados (para quem não sabe selar é dar uma fritadinha nela em todos os lados rsrsr). Caso tenha ficado um caldinho na travessa, do tempero que ela marinou, coloque nesse momento também. Adicione o caldo de carne, a água e tampe a panela para pegar pressão e cozinhar. Caboooouuusseeeee!!!!
 
Quando começar a chiar, conte uns 15, 20 minutos e abra a panela para ver se está bem cozidinha e com líquido ainda. Caso esteja crua ou sem líquido, acrescente um pouco mais de água e volte para pressão por mais uns 10 minutinhos.
 
Abra a panela novamente, retire a carne e reserve. Na panela ainda "suja" do cozimento da carne, adicione as cebolas para frita-la e coloque o shoyo para que fique escurinha. Se estiver muito líquido pode engrossar com um pouco de trigo ou amido de milho. 
 
Agora é só colocar as cebolas por cima da carne e servir inteira ou fatiada.
 
 
 
Uma dica boa também é aproveitar essa panela "suja" e passar umas batatas e cenouras cozidas para pegar o sabor da carne e servir junto com ela.
 
Basta um arrozinho branco para acompanhar e a refeição está completa. Procura na busca que tem várias receitas de arroz.
 
Beijos e bom restinho de semana pra vocês.

02 julho 2015

Especial fondue, dicas e vinhos!

Oi meus amoooouressssss, eu to muito sumida por aqui, me desculpem mas o serviço de encomendas ta tomando todo meu tempo (graças a Deus);)
Mas vamos la... tava fuçando o blog e achei essa publicação que tem tudo a ver com o climinha de Recife e do resto do Brasil já que estamos no inverno. Recife não tem frio mas tem esse período de chuva então "nós" aproveita hehehe

Friozinho, chuva, vento gelado e a gente tem que aproveitar esses momentos raros para degustar um fonduezinho acompanhado de um bom vinho que tal?
Hoje eu trouxe uma receita de fondue de queijo, no final do post coloco o link de fondue especial doce de chocolate branco, preto e doce de leite, já aproveita e prepara todos e faz um festival com os amigos, amor ou família. Hehehe

Vamos precisar de 200g de queijo gruyère, 300g de queijo estepe ou emmental, 1 dente de alho, 1 pitada de noz moscada, 1 colher de sopa de amido de milho, 3/4 de um copo de vinho branco seco (mais ou menos 150, 180ml).
O preparo é bem simples… primeiro de tudo tem que ralar os queijos no ralador ou processador e reserve, ai dissolve o amido de milho no vinho branco, adicione a noz moscada a este líquido também reserva. O alho é o segredinho, uma vez, num fondue bacana da cidade, o garçom me disse que eles partem o dente de alho ao meio e passam por toda a lateral e fundo da panela que vai servir que da um saborzinho ;)
Agora é só colocar os queijos e o líquido que você preparou na panela e vá misturando, sempre em fogo baixo, até derreter totalmente o queijo. Vai mexendo até que a massa ganhe uma consistência homogênea, logo após levantar fervura e está pronto. Se ficar muito líquido, dissolva mais um pouco de amido de milho em um pouquinho de água ou leite e adicione à mistura, mexe de novo e esperar ferver de novo.
Fiquem a vontade para substituir os queijos por outros que prefiram como gorgonzola, muçarela, provolone… só cuidado com os sabores fortes, sempre optar por um de sabor forte e um mais suave.
Para servir nada melhor que pedaços de pão italiano, croissant, brioches, camarão passado na manteiga ou cozidos no vapor, pedaços de frango ou carne grelhados, legumes cozidos como batata, cenoura, brócolis , ovo de codorna, linguiça calabresa, frios….
Como sugestão de vinho para acompanhar, tenho uns preferidos… Duas quintas, Rapariga da quinta, Meia Pipa, Emilio Mouro, JP azeitão…. Não esqueçam de sempre servir uma taça de água junto com a de vinho e de preferencia com gás para limpar o paladar ao tomar o vinho.
Espero que gostem e não deixem de seguir nosso ig @aiquedeli beijos